f t g m

Ninho de tartaruga é encontrado pela equipe do PMP-BS do Instituto Argonauta em Ubatuba

 

Notícia divulgada dia 02 de janeiro de 2017 pelo facebook do Instituto Argonauta sobre ninho de tartaruga encontrado pela equipe do PMP-BS. Leia notícia na íntegra aqui

 

Durante as atividades de monitoramento de praias, do dia 22 de dezembro, uma das equipes do Instituto Argonauta para a Conservação Costeira e Marinha encontrou um rastro de desova de tartaruga na Praia do Félix, em Ubatuba, Litoral Norte de São Paulo. Após uma primeira análise, e constatando a real possibilidade da existência de ninho, o técnico responsável acionou a equipe do Projeto Tamar – Ubatuba. A equipe do Tamar - Ubatuba confirmou a existência de ovos e após a avaliação do local decidiu transferir manualmente o ninho de lugar para uma área mais longe do mar. “A tartaruga escolheu como ponto de desova uma área muito próxima à linha de ação da maré. A decisão de realocar o ninho visa proteger os ovos, uma vez que sendo atingidos pela maré alta, podem encharcar e apodrecer, além do risco de erosão do ninho pelo mar e consequentemente perda dos ovos.” Explica o biólogo do Tamar – Ubatuba Henrique Becker. Com a ajuda da equipe do Instituto Argonauta foi delimitada uma área de proteção e isolamento em torno do ninho. 

 

Leia mais 

 

Ações educacionais PMP-BS Univille

Notícia divulgada dia 20 de dezembro de 2016 pelo facebook de Resgate de Animais Marinhos Univille sobre ações educacionais da equipe do PMP-BS da Univille. Leia notícia na íntegra aqui

 

Na semana do dia 12 de dezmebro, a equipe do PMP-BS da Univille, visitou as corporações dos bombeiros de Itapoá e bombeiros voluntários de Barra do Sul. O intuito foi apresentar alguns números do Projeto ao longo de mais de um ano de trabalho. Além disso, foi realizada palestra sobre como proceder no caso de encalhes de animais marinhos vivos e relembrados os números para acionamento no caso de ocorrências. As informações são relevantes para estes profissionais, já que muitos atuam diretamente nas praias durante a temporada.

 

Leia mais 

Toninha viva e Cachalote morto foram encontrados durante o monitoramento do dia 17 de dezembro

 

Notícia divulgada dia 23 de dezembro de 2016 pelo facebook do Resgate de Animais Marinhos Univille sobre golfinho vivo e baleia morta encontrados. Leia notícia na íntegra aqui


Durante o monitoramento da praia do Ervino, foi encontrada uma toninha viva (Pontoporia blainvillei). O animal era um macho juvenil que apresentava marcas de rede de pesca no rostro. Ele foi trazido imediatamente à Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Univille, mas veio a óbito em pouco tempo. A necropsia foi feita no mesmo dia e foi encontrada uma lesão no pulmão do mamífero. A toninha é a menor espécie de golfinhos no mundo e está ameaçada de extinção no Brasil desde 2003. No sábado também foi encontrado na praia de Ubatuba, São Francisco do Sul/SC, um cachalote (Physeter macrocephalus). O animal estava em avançado estado de decomposição o que impediu a identificação do sexo e estágio de desenvolvimento, bem como a coleta de amostras. Foi possível retirar apenas alguns ossos da coluna vertebral e a mandíbula direita. A condição da carcaça dificultou também a medição do cachalote, contudo estima-se que o comprimento mínimo era de aproximadamente 11 metros. Fêmeas da mesma espécie podem chegar a 12 metros de comprimento, já os machos podem atingir 18 metros.

 

Leia mais 

Três aves estabilizadas e encaminhadas para reabilitação

 

 

Notícia divulgada dia 07 de dezembro de 2016 pelo facebook de Resgate de Animais Marinhos Univille sobre aves em reabilitação. Leia notícia na íntegra aqui 

 

Dia 06 de dezembro, a Univille fez mais um encaminhamento para a o centro de reabilitação da R3 Animal. Três aves, um atobá (Sula leucogaster) e duas gaivotas (Larus dominicanus), foram estabilizadas pela equipe de biólogos e veterinários da unidade. O atobá foi resgatado na Praia Grande no dia 19/11, durante o monitoramento diário. O animal estava ferido com alguns espinhos na pata. Já as duas gaivotas deram entrada nos dias 20 e 29/11, apresentando esgotamento metabólico, quadro onde há um grande gasto de energia sem reposição. Segundo a médica veterinária Maria Isabel Basilio, as gaivotas já estavam em jejum há algum tempo. As três aves receberam cuidados diários e agora irão continuar o tratamento na R3 até que estejam aptas à soltura.

 

Leia mais 

 

Tartaruga-cabeçuda viva é resgatada com fratura no casco

 

Notícia divulgada dia 20 de dezembro de 2016 pelo facebook São Chico Online sobre tartaruga-cabeçuda resgatada nas praias de São Francisco do Sul. Leia notícia na íntegra aqui

 

No dia 15 de dezembro de 2016 foi feito o resgate de uma tartaruga-cabeçuda viva, espécie Caretta caretta. Ela estava com uma série de fraturas no casco, que podem ter sido ocasionadas por uma hélice de embarcação. O animal foi trazido para a Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Univille, onde foi verificado o seu estado de saúde, através de exames clínico e laboratoriais, e posteriormente realizada a limpeza do ferimento e aplicação de medicação. No dia seguinte, a tartaruga passou por um procedimento conhecido como cerclagem. Foram colocados parafusos ao longo dos cortes no seu casco e utilizado fio de aço cirúrgico para suturar os ferimentos. A técnica vai auxiliar na cicatrização do corte que ainda deverá levar alguns meses.

 

Leia mais 

Copyright -  Programa de Monitoramento de Praias  - 2016 - Todos os direitos reservados