f t g m

Golfinho encontrado na Riviera comeu sacola plástica

Matéria divulgada dia 01 de fevereiro de 2017 pelo site Costa Norte sobre golfinho encontrado morto em Riviera. Leia matéria na íntegra aqui 

 

Um golfinho foi encontrado morto nas águas da praia da Riviera de São Lourenço, no fim da tarde da segunda-feira do dia 30 de janeiro. O morador Adriano Costa estava surfando no local, quando o avistou e levou o animal para a areia. A suspeita era de que redes deixadas por pescadores teriam matado o golfinho, pois havia cortes no animal. Mas, o laudo da necrópsia realizada pelo Instituto Gremar revelou que o animal se alimentou de detritos deixados no mar. O procedimento foi realizado pela médica veterinária Raquel Beneton Ferioli com ajuda do estagiário Bruno Mella. Segundo a veterinária foi encontrada uma grande sacola plástica no esôfago do golfinho, que é da espécie sotalia guianensis, pesando 50 kg e medindo 153 cm.

 

Leia mais 

Capacitação do Biopesca para Guarda Costeira de Praia Grande

Notícia divulgada dia 24 de fevereiro de 2017 pelo facebook do Biopesca sobre capacitação para integrantes da Guarda Costeira de Praia Grande. Leia notícia na íntegra aqui

 

No dia 24 pela manhã, integrantes da Guarda Costeira de Praia Grande participaram de capacitação no Biopesca. Essa é a terceira turma participante do treinamento, que começou dia 23 de fevereiro e atendeu oito guardas costeiros. Além de conhecerem melhor as atividades do Biopesca e do trabalho de monitoramento de praias executado pela organização, eles também estão aprendendo mais sobre a identificação de espécies marinhas, em especial tartarugas, golfinhos e aves. Uma das principais atividades executadas pelo Biopesca é o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

 

Leia mais

Tenda para exposição sobre a vida marinha

 

Notícia divulgada dia 17 de janeiro de 2017 pelo facebook da Fundespa sobre tenda para exposição sobre a vida marinha. Leia notícia na íntegra aqui

 

No sábado, 14 de janeiro, foi montada tenda de exposição de painéis, instrumentos de coleta de amostras para pesquisa e exemplares do Museu Oceanográfico da USP, na praia do Boqueirão Sul de Ilha Comprida/SP. Os visitantes puderam conhecer melhor parte da vida marinha, o impacto da destinação inadequada do lixo, pesquisas científicas realizadas pelo Instituto Oceanográfico da USP e o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) fase 1. Foi divulgado o número gratuito para acionamento da equipe do PMP-BS, 0800 642 3341, em caso de animais marinhos encontrados vivos ou mortos na orla das praias.

 

Leia mais

Pesquisa de Golfinhos do Biopesca

Notícia divulgada dia 09 de fevereiro de 2017 pelo facebook do Biopesca sobre pequisas de golfinho. Leia notícia na íntegra aqui

 

A pesquisa sobre golfinhos é uma das atividades do Biopesca incluídas nas ações de conservação desses animais realizadas pela organização. Na semana do dia 09 de fevereiro, uma fêmea de golfinho colaborou com o estudo. Ela foi resgatada, já sem vida, em Praia Grande pela equipe da organização e tinha 1,70 m e 70 quilos. O Biopesca também realiza outras atividades, entre elas o Projeto Pescador Amigo e também é executor do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP-BS). Esse segundo projeto integra outras instituições e é desenvolvido para atender condicionante de licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, das atividades de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos.

 

Leia mais

Turistas acompanham a soltura de tartaruga ameaçada de extinção

 

Matéria divulgada dia 29 de janeiro de 2017 pelo site Bem Paraná sobre soltura de tartaruga ameaçada de extinção. Leia matéria na íntegra aqui 

 

Os veranistas que passam férias no balneário de Pontal do Sul (Pontal do Paraná) puderam participar, no dia 24 de janeiro, do projeto de educação ambiental coordenado pelos pesquisadores do Laboratório de Ecologia e Conservação, do Centro de Estudos do Mar da UFPR. Em uma tenda montada na praia, foram explicadas as atividades que estão sendo realizadas sobre o monitoramento das praias e parte das pesquisas em andamento. O objetivo foi atrair principalmente as crianças, para que possam crescer com uma consciência dos cuidados necessários em relação ao meio ambiente, segundo a coordenadora do Laboratório, Camila Domit. O que mais chamou a atenção foi a soltura no mar de uma tartaruga-verde da espécie Chelonia mydas que foi resgatada pelos bombeiros em 16 de janeiro, na Praia Brava de Matinhos. O animal tinha um anzol preso na boca e foi medicado pelos pesquisadores no Centro de Estabilização de Fauna Marinha, no CEM. Perto de 100 pessoas acompanharam o momento em que a tartaruga foi devolvida ao mar.

 

Leia mais 

Copyright -  Programa de Monitoramento de Praias  - 2016 - Todos os direitos reservados