f t g m

Sobre

 

PROJETO DE MONITORAMENTO DE PRAIAS DA BACIA DE SANTOS 

 

 

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) iniciou em agosto de 2015, com o intuito de monitorar diariamente 800 km do litoral dos estados do Sudeste e Sul do Brasil, desde Ubatuba, no estado de São Paulo, até Laguna, em Santa Catarina. Nessa primeira fase do projeto, a PETROBRAS (instituição empreendedora) firmou contrato com a Fundação Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) que é a instituição executora, atuando com o licenciamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Já a segunda fase será entre as cidades de Paraty e Maricá, no Rio de Janeiro.

O PMP-BS tem como Instituição responsável pela coordenação das atividades a Univali, onde esta orienta uma rede de instituições no litoral. São elas: Associação R3 Animal, Instituto Argonauta, Instituto Gremar, Instituto de Pesquisas Cananeia (IPeC), Universidade da Região de Joinville (Univille), Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Projeto Baleia Franca, Projeto Biopesca, e Projeto Tamar de SC e de SP. Essas instituições realizam resgates, atendimentos veterinários e reabilitações de aves, tartarugas, baleias e golfinhos.

O projeto, articulado pelo Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar (CTTMar) e Coordenadoria de Projetos e Prestação de Serviços, tem duração de 21 meses e é condicionante do licenciamento ambiental, conduzido pelo Ibama, das atividades de produção de petróleo e gás natural no Pólo Pré-Sal da Bacia de Santos.

 

 

 

 

Copyright -  Programa de Monitoramento de Praias  - 2016 - Todos os direitos reservados